logo
  • 12 de Maio de 2018
  • Cruz Alta, Música, RS
  • Comentários desativados em Coxilha Nativista tem lançamento estadual na próxima segunda-feira

Coxilha Nativista tem lançamento estadual na próxima segunda-feira

Trazer novidades, sem perder a essência. Esse é um dos objetivos da 38ª edição da Coxilha Nativista que ocorrerá de 25 a 28 de julho em Cruz Alta. O maior festival nativista do Estado é também o único sem sofrer interrupção desde sua criação em 1981.
 
O lançamento estadual acontece na próxima segunda-feira (14) no Galpão Crioulo da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/RS – Leopoldo Rassier, na avenida Aureliano de Figueiredo Pinto, 620, Cidade Baixa a partir das 18h30.
 
Na oportunidade estarão reunidos os maiores nomes do nativismo do Estado em uma noite que terá apresentações de João de Almeida Neto, Pirisca Grecco, Mauro Moraes, Cristiano Quevedo, André Teixeira, Tiago Cesarino e Grupo Mas Bah.
 
Novidades
 
Neste ano o projeto “A Coxilha Vai à Escola” é um dos principais diferenciais da programação. 13 escolas da rede municipal recebem oficinas de composição, violão e canto, além de conhecerem um pouco a história do festival e sua riqueza musical.
 
No final, dois alunos serão selecionados para subirem ao palco Jayme Caetano Braun para a disputa da Coxilha Piá e Piá Taludo, de onde saíram talentos como Shana Müller, melhor interprete da edição de 2017, Ângelo Franco, Yamandu Costa e Juliana Spanevello.
 
A 2ª Coxilha da Música Instrumental Nativista, criada no ano passado, trará shows de nomes consagrados como o próprio Yamandu Costa, Yangos, Luiz Carlos Borges, Instrumental Picumã, Luiz Cardoso e Sinfonia Gaúcha, Leonel Gomez, Maikell Paiva, Ricardo Comassetto, entre outros. O evento tem patrocínio da Central Cooperativa Gaúcha Limitada (CCGL) através da Lei Rouanet.
 
Na primeira noite Ângelo Franco, interprete da campeã de 2017 O Pingo do Capitão, apresentará o show “A Coxilha Canta Erico Verissimo”, somente com músicas que tenham na letra obras ou referência ao escritor cruz-altense.
 
No encerramento do festival João de Almeida Neto apresenta os shows Gaúcho Também Chora e Boêmio onde canta clássicos seus em ritmos como samba canção, sambas de Mário Barbará e Telmo de Lima Freitas pouco conhecidos do grande público e passeia pelo regionalismo. Os shows acontecem no Ginásio Municipal Dr. José Westphalen Corrêa e no palco da praça de alimentação na rua General Osório 999, Centro. A entrada é gratuita.
 
Outra novidade que foi sucesso no ano passado, e segue em 2018, reuniu música e culinária. A primeira edição do Chef CCGL colocou na cozinha cantores e cantoras divididas em equipes preparando pratos típicos avaliados por um júri capitaneado pelo chef senegalês Mamadou Sène. A equipe Muchas Graxas de Pirisca Grecco foi a grande vencedora.
 
“Cruz Alta provou que é tempo de rever, remodelar, reinventar. A Coxilha Nativista encontrou uma forma diferente de fazer dar certo em 2017”, afirma Shana.
 
A competição musical
 
Em seus 38 anos a Coxilha Nativista teve canções que viraram clássicos da música gaúcha. Entre elas estão a polêmica Morocha, interpretada por Davi Menezes Júnior, Vento Norte, na voz de Eraci Rocha, ambas da 4ª edição e Batendo Água da 17ª de Gujo Teixeira e Luiz Marenco.
 
“Nosso compromisso desde o ano passado é dar continuidade ao festival, mas também de proporcionarmos novidades e inovações sem perder a essência maior que é sua musicalidade oriunda da mostra competitiva.
 
Com alguns pequenos ajustes no regulamento como a exigência de que cada interprete defenda apenas uma composição, e que cada compositor tenha apenas uma música classificada, contemplamos todas as vertentes do nativismo”, diz a secretária de Cultura e Turismo Laura Durigon Ajala.
 
Para este ano são esperadas 800 composições. Destas, 30 serão selecionadas pelos jurados Shana Müller, Rogério Villagran, Edilberto Bérgamo, Márcio Rosado e Nando Soares. A triagem será feita nos dias 13, 14 e 15 de junho quando neste último em evento com show de Ita Cunha serão divulgadas as classificadas.
 
Na quarta-feira, 25 de julho, se apresentam as músicas da fase local (10), e na quinta e sexta-feira da fase geral (20). No sábado, 13 classificadas disputam a grande finalíssima.
 
As inscrições estão abertas desde o dia 4 e se estendem até o dia 11 de junho pelo site www.coxilhanativista.com
F: Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Cruz Alta
Share Button

Comments are closed.