logo
  • 30 de setembro de 2017
  • Música, RS
  • Comentários desativados em Aos 84 anos, morre o acordeonista Adelar Bertussi

Aos 84 anos, morre o acordeonista Adelar Bertussi

Referência na música tradicionalista gaúcha, Adelar Bertussi morreu neste sábado (30) em Campo Largo, região metropolitana de Curitiba, no Paraná.
 
O acordeonista de 84 anos estava hospitalizado há 20 dias e sofria de problemas no coração.
 
Radicado no Paraná há mais de duas décadas, Adelar nasceu em Criúva, hoje distrito de Caxias do Sul, e vem de uma família italiana muito envolvida com a música.
 
Os Bertussi ajudaram a difundir a cultura na região serrana, contribuindo para o desenvolvimento da música regional.
 
Junto do irmão Honeyde, Adelar formou a dupla Irmãos Bertussi e fez sucesso na música tradicionalista na década de 1950. O dueto de acordeom deu início à moda de baile com duas gaitas em vez de uma só.
 
Ao longo da carreira, o músico já gravou mais de 50 discos e viajou com shows por diferentes regiões do país. Hoje, Gilney, um dos filhos de Adelar, segue a tradição da família com o grupo Os Bertussi.
 
– O Irmãos Bertussi são um mito, jamais vão se apagar. Além de serem dignos e honestos, tinham uma qualidade musical invejável – conta Adroaldo Pezzi, empresário que acompanha a família Bertussi há 34 anos.
 
A influência da família na música tradicional gaúcha é lembrada no Memorial aos Irmãos Bertussi, inaugurado em 2008.
 
A residência histórica da família funciona como museu. Adelar deixa a esposa, Angela, e os filhos Gilmar, Gilney, Adelar Júnior e Samanta. A previsão é que o velório ocorra em Criúva no domingo, no Salão Paroquial.

Foto: Reprodução / Facebook

 
F: ZH
Share Button

Comments are closed.